CopyPastehas never been so tasty!

São João Pra Valer

by anonymous

  • 0
  • 0
  • 0
114 views

Opinião

CARLOS ARANHA

 

caranha@terra.com.br

 

Publicado na edição do "Correio da Paraíba"

de 4ª feira, dia 15 de maio de 2013

 

JUNINO GIL

 

É excelente a programação anunciada ontem pelo prefeito Luciano Cartaxo do “João Pessoa - São João Pra Valer”, em evento no Solar do Conselheiro, onde tive o prazer de reencontrar meus amigos Wills Leal e Gerardo Rabello, que compartilharam desta opinião. Serão nove dias de programação, de 21 a 29 de junho: a principal, no Ponto de Cem Réis; as outras, nas Praças Rio Branco (do já tradicional Sabadinho Bom) e Dom Adauto, também no Centro, e nos polos de Tambaú, Mangabeira, Ernesto Geisel, Padre Zé e Bairro dos Novais, repetindo o modelo exitoso que Cartaxo experimentou no último Carnaval.

Toda a imprensa recebeu o fôlder duplo, com a programação completa, que deve estar hoje em todos os jornais. Então, refiro-me aqui à maravilha de show que Gilberto Gil apresentará no dia 21, dando seqüência às apresentações dos grandes homenageados do “Pra Valer”, Antônio Barros e Cecéu. Vi o espetáculo no ano passado, no Recife, tendo como eixo - ou melhor dizendo, ponto de partida - o disco “Fé na festa”. Enquanto o CD tem uma hora e 5 minutos de duração, o show de Gil chega a mais ou menos duas horas e 15 minutos.

O bom desse junino Gil que veremos no dia 21 é que, com arranjos criados especialmente para o show, ele toca e canta - com uma banda especialíssima (incluindo rabeca e dosando bem o acústico e o elétrico) - o eterno e bom forró pé-de-serra. Com o jeitão Gilberto Gil, teremos coisas como “Respeita Januário”, “Xote das meninas”, “Eu só quero um xodó”, “Lamento sertanejo”, “Juazeiro”, “Olha pro céu”, “Baião”, “Asa branca”, “Baião da Penha”...

Claro que não faltam músicas suas, como “Madalena”, “Estrela azul do céu” e o grande sucesso que ele fez em parceria com Targino Gondim, “Esperando na janela”, além do molho diferente que dá ao sofisticado “Expresso 2222”.

Numa entrevista, ele disse que “cantar em festas juninas é sempre um prazer diferenciado porque o São João é o meu xodó”. Para quem não sabe, Gil foi levado ainda criança para morar em Ituaçu, mas nasceu no bairro do Tororó, em Salvador, no meio dos festejos juninos. Era um 26 de junho.

 

@ CARLOS ARANHA é jornalista e escritor

Add A Comment: