CopyPastehas never been so tasty!

A atitude homofóbica: tão criminosa quanto a racista

by anonymous

  • 0
  • 0
  • 0
87 views

Opinião

CARLOS ARANHA

 

caranha@terra.com.br

 

Publicado na edição do "Correio da Paraíba"

de 6ª feira, 17 de maio de 2013

 

CONTRA HOMÓFOBOS

 

O Dia Internacional Contra a Homofobia é festejado hoje. A data foi escolhida lembrando a exclusão da homossexualidade da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID), da OMS, em 17 de maio de 1990.

Aproveito para também lembrar que, em 1999, o Conselho Federal de Psicologia decretou que os psicólogos não devem propor curas para a homossexualidade, visto que ela não é um transtorno mental. Já em maio de 2011, o STF reconheceu a união estável de casais homossexuais. Enfim, por resolução do Conselho Nacional de Justiça - apresentada por seu presidente, ministro Joaquim Barbosa -, a partir de hoje os cartórios são obrigados a celebrar o casamento civil de pessoas do mesmo sexo.

Os homófobos que, por enquanto, ainda são muitos, nada podem mais fazer, a não ser escrever mensagens em redes sociais ou artigos em jornais, ou chegar a agressões. Isto vai terminar, pois a tendência do Congresso Nacional é aprovar o projeto anti-homofobia. A partir dele, a atitude homofóbica será considerada tão criminosa quanto a racista. Destaco ainda que um médico, como profissional, não pode considerar os homossexuais como pessoas congenitamente doentes. Isso vai de encontro à decisão que a Organização Mundial da Saúde tomou há exatos 23 anos.

Há uns 15 dias, o pai da cantora Katy Perry - que é pastor evangélico -, perturbado porque ela canta uma música sobre beijar outra garota, disse que Katy é “filha do diabo”. Absurdo.

Gosto muito das coisas que escreve semanalmente, na “Folha de S. Paulo”, o psicanalista italiano Contardo Calligaris. Ele terminou seu texto na semana passada da seguinte maneira: “Agora, os heterossexuais assumidos e militantes são tão reativos quanto os homossexuais. Só que, hoje, os heterossexuais não reagem contra nenhuma discriminação; talvez eles estejam reagindo contra a única homossexualidade que os ameaça: a que ele reprimem neles mesmos”. Assino embaixo e sei que os homófobos estão cada vez mais esbaforidos.

 

@ CARLOS ARANHA é jornalista e escritor

Add A Comment: