CopyPastehas never been so tasty!

Uma ficção política, mas cada vez mais viável de acontecer

by anonymous

  • 0
  • 0
  • 0
68 views

Opinião

CARLOS ARANHA

 

caranha@terra.com.br

 

Publicado no "Correio da Paraíba",

edição de sábado, 14 de setembro de 2013

 

SÍRIA, OBAMA E OS ILLUMINATI

 

- Então, não vai atacar a Síria?

                - Primeiro, já expliquei que, apesar dos analistas internacionais disserem que não, a Turquia tomará posição contrária e arrastará para o seu lado metade da Europa. Segundo, fique bem claro que 60 centavos de cada dólar nosso não vão mais realmente sair para financiar ações bélicas, na maior parte desastrosas por causa de vocês. Nós não iremos gastar mais do que 30 centavos de cada dólar com o militarismo insano desde que jogamos as bombas em Nagasaki e Hiroshima, quando eu não tinha nem nascido. Fiz cinqüenta em 2011.

                - Você esquece quantos presidentes foram depostos ou morreram no mundo inteiro por causa de nós? Você esquece do que aconteceu com os Kennedy?

                O silêncio toma conta da pequena sala oculta sob um anexo do gabinete presidencial da Casa Branca, onde nada é registrado em som e imagem. Passados cerca de dois minutos tensos, o presidente Barack Obama, com um olhar de quem está relaxado, levanta-se e fica apenas a meio metro do representante dos Illuminati, ainda sentado.

                - Sei que seu nome, Taylor, é um codinome, mas você não sabe que conheço seu verdadeiro nome: João Renato Coelho de Oliveira, brasileiro naturalizado e morando aqui há doze anos.

                - Como você descobriu isso?

                - Eu não descobri. Os Illuminati é que lentamente estão ficando vulneráveis ao trabalho da equipe que montei desde o Senado. Pode observar, é a mesma. Até o fotógrafo.

                Obama levanta-o, segurando-o pela gravata.

                - Agora retire-se e diga lá que não adianta me matar. Se isso acontecer, em várias partes do mundo, Michelle e outras pessoas revelarão publicamente quem são e o que fazem os Illuminati. E não me chame mais de você. Eu sou o presidente dos Estados Unidos da América.

                (Claro que o texto acima é uma ficção minha, mas viável, não?).

 

@ CARLOS ARANHA é jornalista e escritor

Add A Comment: