CopyPastehas never been so tasty!

Michel Temer tem relação com os Illuminati?

by anonymous

  • 0
  • 0
  • 0
67 views

Opinião

CARLOS ARANHA
 
caranha@terra.com.br

 

Publicado em 25 de julho de 2013,

em edição do "Correio da Paraíba"
 
O QUE VIRÁ EM AGOSTO?
 
                O papa Francisco chegou ao Brasil um mês após as manifestações nacionais que deixaram a presidente Dilma Rousseff de ouvidos em pé. Por mera coincidência mesmo, veio num momento em que os bastidores de Brasília fervem. Como o foco é o papa, esse panorama político não explodiu. Ainda. Copacabana - que nos engana, ou não - ontem era a maior demonstração disso. Quem acompanhou o percurso do papamóvel, do Forte de Copacabana ao palco armado no posto 2 (início do Leme), sentiu que o clima era praticamente maior que o de um grande show à beira-mar durante o réveillon carioca.
                Abro parêntese para referir-me aos Illuminati (“aqueles que são iluminados”, traduzindo do latim). É uma organização conspirativa que controlaria assuntos mundiais secretamente, como versão moderna dos Illuminati bávaros. Teóricos da conspiração crêem que seus membros planejam o estabelecimento de uma “Nova Ordem Mundial” que coloque os países sob uma espécie de “tirania global”.
                A “Folha de S. Paulo” chegou a publicar matérias sobre os Illuminati no Brasil, a partir do misterioso desaparecimento de Daniel Mastral, ex-satanista e autor do livro “Filhos do fogo”. A partir daí, surgiu um boato, em 2007, de que Mastral seria filho do atual vice-presidente, Michel Temer. Surgiram evidências de que Temer seria o político brasileiro mais comprometido com os Illuminati. Para se ter uma idéia, quando o Banco Central comprou mais de 40 bilhões de dólares para conter a alta do real, em 2010, Temer sabia do que aconteceria seis meses antes. Ele teria feito uma viagem oculta aos Estados Unidos, voltando com todos os dados fornecidos por banqueiros americanos, ligados aos Illuminati.
                Em Brasília, o clima é de tensão, inclusive nos círculos militares. O general de brigada reformado Valmir Fonseca Azevedo Pereira escreveu um manifesto que fez circular entre renomados oficiais, acusando Dilma Rousseff de estar à frente de um “desgoverno”. Nos bastidores, fala-se em licença ou mesmo renúncia da presidente. Os religiosos - principalmente os bispos católicos - temem um provável membro dos Illuminati à frente da Nação. Aguardemos o mês de agosto, com o papa Francisco já em Roma, para percebermos melhor como estão os poderes.
 
@ CARLOS ARANHA é jornalista e escritor

Add A Comment: